08/09/2010

Doe palavras – Orson Peter Carrara

Estamos mesmo num processo gigantesco de mudanças no planeta. Entre elas a conscientização coletiva do valor da solidariedade, do “estender de mãos” uns com os outros e mesmo a implantação de uma nova mentalidade, mais amadurecida, que valoriza os compromissos conscienciais, respeita as diferenças – todas elas – e percebe a prevalência do interesse coletivo sobre os caprichos individuais.
O egoísmo galopante de outros tempos está perdendo terreno para uma percepção mais aguçada dos esforços compartilhados e coletivos. Felizmente. Isso modificará gradualmente os costumes e imporá uma nova ordem social.
São marcantes as novas iniciativas que se observam na sociedade. Hoje, e quando digo hoje refiro-me a um tempo que se estende a alguns anos, já há preocupações coletivas, de alívio às dificuldades humanas e aos esforços gerais para que haja mais harmonia entre a lei e os costumes e mesmo diante das necessidades novas que surgem das modificações próprias de uma humanidade que evolui e cresce sem cessar. Note-se mesmo que tais progressos verificam-se não só nas conquistas da tecnologia, mas igualmente na legislação em geral, nos costumes, na queda de paradigmas ultrapassados e nas perspectivas incessantes que se abrem.
Pois eis que surge uma iniciativa brilhante. Algo simples, mas bem exemplar do que a boa vontade é capaz de realizar. Sim, simplesmente a boa vontade. Algo que não exige tanto, apenas a maleabilidade de perceber os benefícios que podem ser alcançados com um simples gesto.
Um hospital de Belo Horizonte-MG instalou na área de quimioterapia um telão para que os pacientes visualizem mensagens que qualquer pessoa pode enviar pela internet. Escrevemos um texto solidário, amigo, confortador, e ele é mostrado aos pacientes durante as sessões. Olha que idéia brilhante!
Basta acessar o site www.doepalavras.com.br e enviar sua mensagem. Ela será mostrada aos pacientes. Aproveite o acesso e veja o vídeo. Você sentirá o alcance de seu gesto...
O que mais me empolgou é que essa idéia inovadora, embora simples, pode servir para outras áreas, inclusive educativas, para incentivar e beneficiar pessoas.
Não é algo mesmo genial? Quantos de nós não poderemos usar a idéia e implantar a mesma providência em empresas, escolas, etc.? Tudo para divulgar o belo, conscientizar as mentes, educar corações...
Estamos mesmo vivendo uma nova fase na história