18/02/2011

Histórias, emoções e lutas de um padre médium



 
Você conhece o padre Vitor Coelho de Almeida? Ele nasceu em Sacramento-MG em 1899 e estabeleceu-se depois em Aparecida do Norte-SP, onde ficou muito conhecido e querido, pelas lúcidas pregações do Evangelho a atuação na Rádio Aparecida por décadas.

Médium natural, convivia com os espíritos a quem via com naturalidade e deles recebia inspirações nas suas tarefas de difusão do Evangelho. Desencarnado em 1987, pela mediunidade Ana Paula Cazetta, retorna com um livro de memórias, trazendo casos emocionantes do atendimento aos dramas humanos que o procuravam e oferecendo a grandeza de seu coração em oportunas e belas orientações de equilíbrio para a vida.

É um livro belíssimo. Editado originariamente pela Editora Leopoldo Machado, de Londrina-PR, já extinta, a obra está sendo agora distribuida pela SOLIDUM, que vc pode acessar pelo site www.solidumeditora.com.br ou pelo 0800 770 2200. O livro recebeu o título MEMÓRIAS DO PADRE VITOR.

Li a obra numa viagem à capital paulista, emocionando-me profundamente com as lições, orientações, casos e relatos apresentados. Com Prefácio e Prólogo de Astolfo Olegário de Oliveira Filho, a obra também traz dados biográficos de Bezerra de Menezes e Abel Gomes (que auxiliavam o padre quando encarnado e a quem ele os via), além de apresentar a médium Anita Borela, grande vulto espírita da Zona da Mata em Minas Gerais. Dentre as lições, destaco uma ao leitor, constante do capítulo 16:
"As depressões e as angústias, para mim, são a mesma coisa. O angustiado é, na realidade, um grande egoísta, pois não aceita as modificações do caminho. O desesperado é o desajustado que se afasta da fé e do amor. O melancólico é aquele que parou no tempo e no espaço. O mal humorado é aquele que sempre foi poupado. O pessimista é o inconformado com as vitórias alheias."

Emocione-se com as histórias e relatos, aprendamos com as orientações lúcidas de um espírito lutador e benfeitor!