30/03/2011

Pixando ou pintando o muro?


 por Orson Peter Carrara

Isto mesmo. É uma pergunta: estou já pintando ou pixando o muro? O pintar e pixar é uma comparação. O pintar o muro é quando estamos reparando o mal que causamos a alguém. Já o pixar é quando estamos na fase de ainda causar prejuízos a terceiros

Um pai encontrou o próprio filho a pixar um muro na vizinhança. O filho, quando percebeu o próprio pai, saiu em correria, mas foi alcançado facilmente pelo veículo em velocidade. O pai o levou para casa, conversou com ele e comprou-lhe tintas: agora você vai pintar o muro danificado pela pixação. O filho ficou estarrecido, nunca poderia esperar aquela reação do próprio pai, mas teve que cumprir o determinado.
               
Assim a sabedoria da vida faz conosco. Toda lesão ou prejuízo que causamos a nós mesmos ou ao próximo teremos que reparar. Não é castigo, é apenas conseqüência.
               
Dessa forma, a fase de vícios, irreflexão, irresponsabilidade, desrespeito pelo próximo, indiferença com as causas coletivas, desleixo com o próprio esforço do autoaprimoramento, lesões que causamos, corrupção que nos permitimos, violência que esbanjamos, indisciplina que viajamos ou descuidos generalizados podem ser comparados como a fase de pixar muros. É uma fase imatura, que age sem pensar, que não sente, mas que exigirá reparações. Quando chega a fase de pintar muros e reparar os prejuízos que causamos, entramos no processo de conscientização de que nunca devemos prejudicar o próximo e que todo mal que resultar de nossa leviandade ou intenção deveremos reparar. Teremos que pintar o muro...
               
Em que fase estamos? Os sofrimentos e angústias que experimentamos, as adversidades que enfrentamos, situam-se na fase da pixação ou já estamos pintando o muro, reparando os estragos. Melhor que já estejamos reparando, não é mesmo. Pior se estivermos apenas colhendo semeaduras, pois depois ainda teremos que reparar. Estamos ainda na fase de sair correndo como no exemplo do filho flagrado pelo pai? Ou já estamos com as tintas em mãos para começar os reparos?
               
A lei é de justiça e a consciência sempre cobrará reparações. Melhor que nos situemos agora com mais responsabilidade, pintando o muro desde já, para depois podermos avistar que nosso muro está limpo, pintando, branquinho e permitindo-nos avançar nas trilhas do progresso...