15/05/2012

Dica de um ótimo filme

por  Orson Peter Carrara




Filmes bons emocionam, fazem refletir e ensinam muito. Trago importante dica aos leitores, considerando as relações entre pais e filhos e o grande desafio da educação.

O filme chama-se Como Toda Estrela No Céu Toda Criança É Especial.

É a história de um garoto de 9 anos chamado Ishaan Awasthide que enfrenta sérias dificuldades de aprendizado devido ao fato de ter dislexia, ignorada por seus pais e professores. As letras dançam na sua frente e ele não consegue compreender e nem se focar nas aulas, já foi reprovado uma vez e corre o risco de ser reprovado mais uma vez.

Seu pai, um homem extremamente rude, pensa que o problema do garoto é apenas falta de disciplina. Incompreendido o garoto sofre um verdadeiro tormento e para esconder a frustração ele se refugia em travessuras, querendo de alguma forma chamar a atenção, além de constantemente viver num mundo de sonhos e fantasias onde sua realidade é menos dura.

Apesar do descrédito que enfrenta, ele possui um talento, sua paixão pela pintura e, apesar de não saber ler nem escrever, faz lindos e criativos desenhos. Devido ao fato de não compreender as lições e sempre fazer travessuras é constantemente punido por indisciplina, mas as coisas ficam piores quando seu pai é chamado na escola por ele ter falsificado um documento. Diante disso, sem ao menos dar oportunidade a mãe do garoto para manifestar sobre opinião, o pai resolve mandá-lo para um colégio interno. Longe da família, ele se isola ainda mais perdendo totalmente a vontade de aprender e viver, refugiando-se num mundo de tristeza e dor. Mas tudo começa a mudar quando um novo professor vem trabalhar na escola.

O novo professor, ao contrário dos outros, contagia todos com sua alegria e surpreende-se ao ver um desenho de Ishaan, que tinha se tornado um garoto calado que deixava sempre a folha em branco, pela total ausência de motivação. Nesse esforço, o professor entrega-se totalmente a recuperar o aluno e despertá-lo em sua genialidade, uma vez que detecta sua inteligência acima da média, apesar do distanciamento a que se mantinha pelo descrédito que sofria.

As iniciativas do professor, o envolvimento e a recuperação do aluno comovem pelas reflexões que trazem, trazendo uma conclusão muito emocionante, além de viva lição para o insensível pai. Um belo filme, sem dúvida, para ser visto e vivido.

Não deixe de ver. As lições contidas na produção dizem bem do papel do adulto, pais ou educadores, na semeadura de esperança e paz no coração infantil. Criança é um tesouro. Nela estão depositadas as esperanças de um mundo melhor, mais fraterno. E esta tarefa de semear no coração infantil as noções vivas da solidariedade e da fraternidade – onde se incluem o respeito a si mesmo e ao próximo – cabe aos adultos. Nós, os adultos, infelizmente, transmitimos a esses pequeninos olhares, nossas neuroses e nossos vícios, transformando a sociedade num complexo desafio para autoridades e para a estabilidade na convivência, com adultos problemáticos e despreparados para os embates naturais da vida. Crianças trazem consigo suas bagagens já adquiridas e objetivos bem definidos de prosseguir o gigantesco processo de aprendizado próprio, deparando-se com pais e adultos já lesados por experiências doloridas que poderiam ser evitadas houvesse mais prudência e atenção com o processo educativo que é verdadeiro círculo vicioso. Temos um compromisso com a vida e isto inclui a atenção e o carinho para com as crianças, que nada mais são que irmãos que retornam...