02/05/2012

Pedagogia da Sensibilidade


por Orson Peter Carrara

            Pedagogia é a ciência da educação ou método para ensinar. Em sua ampla abrangência, imagine-se o conteúdo inesgotável de uma ciência da educação, com seus métodos, dinâmicas, estudos e pesquisas que resultaram na experiência desafiadora do presente, quando tantos processos na transmissão do ensino estão sendo adaptados à nova realidade mundial, não só no que se refere ao progresso da civilização, como principalmente pela nova postura das crianças atuais, ágeis e hiperativas por excelência.
            Já a sensibilidade é a faculdade de sentir. É a capacidade que requer sintonia com os altos propósitos da vida para que a dignidade, o belo, o progresso e a fraternidade inspirem essa possibilidade de sentir a própria vida e seus intensos processos que se renovam sem cessar.
            Com essas considerações breves, já se pode perceber o alcance da expressão Pedagogia da Sensibilidade. A expressão foi usada em livro do educador Marcus Alberto de Mário, notável paulista radicado no Rio de Janeiro, palestrante e escritor que tem dedicado sua inesgotável capacidade para nutri conteúdos na área da educação, do desenvolvimento da sensibilidade e no aprimoramento d o sentimento. Especialmente considerando nossa condição de criaturas potencialmente capazes de superar desafios, perseguir continuamente o próprio aprimoramento intelecto-moral e principalmente contribuir para uma vida melhor nos relacionamentos e no progresso social.
            Marcus pode ser mais conhecido no portal  http://www.educacaomoral.org.br/ , onde igualmente estão cursos, dicas e possibilidades de seminários e palestras para educadores e para empresas. Notável trabalho! O site é muito rico para informação do leitor e, claro, do educador em geral, inclusive os pais na desafiadora tarefa educativa dos filhos.
            Marcus publicou, pois, o livro Pedagogia da Sensibilidade, com dicas e sugestões de dinâmicas para a tarefa educativa, tanto para educadores, como para pais e professores.  A obra contribui exatamente para esse método de desenvolvimento da sensibilidade. A obra pode ser encontrada pelo fone gratuito: 0800 707 1206.
            Proferi palestra sobre o tema e fiz três perguntas ao educador e transcrevo parcialmente dois pontos expressivos de suas respostas:
         a)     “(...) Ela leva em consideração que o educador também precisa se educar, para ser bom exemplo, assim levando o educando para seu despertamento, sensibilização e conscientização do que ele é enquanto ser humano (...)”;
      b)  “(...) os obstáculos são oriundos do egoísmo e orgulho que ainda se abrigam no ser humano. O individualismo e o imediatismo prevalecem entre os educadores (...)”;

Sugiro aos pais e educadores que adquiram a preciosa obra. Eis a sinopse: Diante da violência no ambiente escolar e descuido com a orientação dos filhos no lar, pergunta-se: O que está acontecendo? Procura-se por novos rumos para a educação, de modo que ela possa renovar os homens e projetar uma sociedade mais solidária. Para alcançar tal objetivo, é preciso trabalhar os valores que regem o existir, colocar o amor como base das ações e perceber cada ser humano como um ser integral. A pedagogia da sensibilidade, muito mais que um caminho, é ação educacional libertadora do espírito, a qual desperta, sensibiliza e conscientiza para a real missão no planeta e seu papel na formação das novas gerações, tornando realidade a educação moral do ser e desenvolvendo plenamente suas potencialidades semeando, em cada coração, um amanhã mais feliz.