12/01/2013

No “Ponto de Vista”


por Orson Peter Carrara

         Com o título Informação e mudança social, a RIE – Revista Internacional de Espiritismo, edição de janeiro de 2013, publicou interessante matéria na coluna Ponto de Vista, com destaque para a informação como forma de mudança social, tema utilizado para estimular estudantes de Comunicação Social em evento promovido pelo Grupo Estado. Destaco trecho parcial:

“(...) Este tema chamou muito a atenção, pois mostra a preocupação dos organizadores em desenvolver uma consciência crítica no trabalho dos futuros jornalistas. Comunicadores sociais que são, devem atentar para o real propósito da profissão: comunicar em favor do social, ou seja, dos interesses da sociedade. (...)”.

Eis o detalhe: “comunicar em favor do social, ou seja, dos interesses da sociedade”. Note o leitor o alcance e projeção da pequena frase, desdobrando-se num autêntico programa e trabalho para uma sociedade melhor, com a conscientização individual e que pode ser estimulada por um trabalho de qualidade, dever de todo cidadão.

Fiquei imensamente feliz com a abordagem porque ela contempla o exemplar trabalho executado pelo educador Marcus Alberto de Mário, por meio do Instituto Brasileiro de Educação Moral, que pode ser conhecido pelo portal www.educacaomoral.org.br

Prossegue o texto: “(...) Baseado neste propósito, um exemplo importantíssimo de um trabalho que promove a informação e, mais que isso, a conscientização moral nas escolas. Capacitar educadores para a aplicação da educação moral, humanizar a escola e desenvolver a “pedagogia da sensibilidade”; (...) três objetivos principais que nortearam a fundação, em 1999, do Instituto Brasileiro de Educação Moral (IBEM), uma organização não governamental localizada no Rio de Janeiro (RJ), mas com abrangência nacional, que procura instruir professores da educação básica, desde o ensino infantil até o ensino médio. (...)”.

Com valiosas considerações doutrinárias de Kardec, o texto abordou com clareza e objetividade a velha questão da comunicação com responsabilidade como autêntico dever.

Sugiro aos leitores acessarem o site e se deslumbrarem com o conteúdo e possibilidades ali existentes com o notável trabalho.

Outro motivo, porém, também alegrou-me imensamente: o texto está assinado por meu filho, Cássio Leonardo Carrara. Bom ver isso! A sensação é de semente que frutificou.