Noventa anos


 – Orson Peter Carrara

A cidade é Ibitinga, no interior paulista, conhecida como a capital nacional do bordado. Uma de suas instituições, fundada em 1929, alcançou 90 anos no último dia 25 de novembro, com grande movimentação dos protagonistas atuais de uma linda história, inclusive recebendo visitantes de outras cidades para a noite memorável de gratidão e alegria.

Também estive lá. Aliás, há quase 25 anos vou anualmente à cidade para palestrar e conviver com os queridos amigos. Praticamente duas vezes ao ano. Morava ainda em Mineiros do Tietê quando lá fui pela primeira vez e pude conhecer a valorosa Valdereis Lopes Godoy e seu marido, o advogado Geraldo Godoy. Acompanhei parte dessa história, testemunhando os esforços, lutas e conquistas, alegrias e desafios.

O amigo Douglas Tramontina, atual Presidente, sempre presente conosco nas ações do mesmo ideal, proporciona-nos continuidade dessa vivência tão saudável.

Valdereis, que ali atuou – e ainda continua com seus esforços – é também respeitada professora aposentada e sempre envolvida com ações sociais que valorizam a educação e as iniciativas em favor das grandes causas humanitárias da cidade.

Quando se pronuncia a palavra Ibitinga, ou qualquer lembrança que se refira à cidade, não se consegue desvincular o nome da professora Valdereis, que marcou a vida de muitas pessoas, inclusive a minha.

Muitos méritos foram conquistados por essa valorosa mulher, que semeou esperança e alegria, motivação e perseverança em muitos corações. Sua ardente fé operou verdadeiros prodígios em muitas vidas, inclusive na de seu marido, fatos conhecidos por muitos na cidade e que ela não omite, quando indagada de público.

Essa convivência com a abnegada seareira do Cristo ensinou-me muito. Pude aprender muito com sua garra e vontade de acertar, movimentando forças que beneficiem pessoas de qualquer credo, de qualquer condição social. Ela é assim, amorosa, acolhedora, maternal.

E com isso construiu bases seguras na instituição que dirigiu durante anos e que agora, embora não mais na presidência, ali está como fonte segura de orientação. Por isso, ao mesmo tempo que homenageamos os 90 anos da instituição, igualmente nos lembramos da extraordinária amiga, pela recordação da gratidão que fez despertar em todos nós.

A instituição é o C. E. Francisco de Assis, de Amor e Caridade, notável casa de amor dentro da simpática e também acolhedora Ibitinga. E aqui registramos nossa alegria nesse compartilhamento de ideias e informações. Parabéns Valdereis. Parabéns Ibitinga. Parabéns Francisco de Assis de Amor e Caridade... Prossigam...

Nenhum comentário:

Postar um comentário