21/04/2014

Expressivo centenário no Brasil

Orson Peter Carrara


No próximo dia 26 de maio de 2014 alcançamos o centenário de Irmã Dulce.

Ela que foi indicada para o Prêmio Nobel da Paz em 1988 não pode ter sua data de nascimento alcançando cem anos passar indiferente pela nossa memória. Carta viva do Evangelho em pátria brasileira, Irmã Dulce nasceu em Salvador (BA) no dia 26 de maio de 1914.

Maria Rita de Sousa Brito Lopes – filha de Dulce Maria de Souza Brito Lopes Pontes e do Dr. Augusto Lopes Pontes, dentista e professor da Universidade Federal da Bahia – ficou mais conhecida como Irmã Dulce, Beata Dulce dos Pobres ou Bem-Aventurada Dulce dos Pobres, tendo recebido e epíteto de “o anjo bom da Bahia”.

Irmã Dulce ganhou notoriedade por suas obras de caridade e de assistência aos pobres e necessitados, obras essas que ela praticava desde muito cedo. Na juventude já lotava a casa de seus pais acolhendo doentes. Ela também criou e ajudou a criar várias instituições filantrópicas: uma das mais importantes e famosas é o Hospital Santo Antônio, que foi construído no lugar do galinheiro do Convento Santo Antônio.

Irmã Dulce foi uma das mais importantes, influentes e notórias ativistas humanitárias do século XX. Suas grandes obras de caridade são referência nacional, e ganharam repercussão pelo mundo, tanto que seu nome é sempre relacionado à caridade e amor ao próximo.

Por causa de um enfisema pulmonar, Irmã Dulce viveu os últimos 30 anos da sua vida com a saúde abalada seriamente – tinha 70% da capacidade respiratória comprometida e chegou a pesar 38 quilos. Entretanto, nem mesmo a doença a impediu de construir e manter uma das maiores e mais respeitadas instituições filantrópicas do país. Morreu em 13 de março de 1992, pouco tempo antes de completar 78 anos.

Seu legado de amor e sua biografia surgem como oportunidade de pesquisa e estudo na construção de um mundo melhor, como todos desejamos, especialmente considerando seu perfil humanitário voltado à caridade. Em seu centenário de nascimento, nossa homenagem de gratidão.