10/09/2015

Como mudar os pensamentos? Psiquiatra espírita indica caminho possível

Orson Peter Carrara – orsonpeter92@gmail.com

Dr. Vlamir Pereira é médico psiquiatra em Cascável (PR) e concedeu-nos entrevista sobre mudança de pensamentos para uma melhor qualidade de vida. O texto integral ainda será publicado, mas destacamos ao leitor alguns trechos de suas respostas. Presidente do Grupo Espírita A Caminho da Luz, Vlamir é natural de Andradina (SP); médico anestesiologista desde 1985, possui Pós Graduação em MBA em gestão de saúde, pelo Centro Universitário FAE e Psiquiatria pela Universidade Positivo, ambas instituições de Curitiba (PR).

“(...)

2 - Como mudar os pensamentos?
Um atleta,que conquistou medalha de ouro, treinou muito.Para que possamos avançar na escala evolutiva, o mesmo se aplica. Em outras palavras, observar-nos. Auto conhecimento, que nos leva a vibrarmos com as belezas da vida. A auto descoberta encanta! Educa. Traz paz e luz.

3 - Na prática como funciona?
Escolha novo norte. Seja realista com você. Ouça-te. Diagnostique mágoas, ciúmes, orgulho e todas as heranças primitivas ( com características animalescas) que carregamos. Não minta para você mesmo.Não rumine o passado!
Escolha uma característica por vez a trabalhar. Escolheu? Agora negocie com sua mente. Aos poucos vá substituindo-a por algo bom, útil e verdadeiro. A imagem de um ente querido por exemplo. repita o nome dele(a) várias vezes, ocupando assim aquele espaço tóxico na mente.

4 - Gostaria de citar algo marcante?
Me uso como “cobaia”,isto é, observo-me a cada minuto. Quando passei a dirigir o que penso, procurando esquecer as interpéries, aborrecimentos, mágoas, etc, a vida mudou. Assim, se eu mudei, todos o podem igualmente. Interessante lembrar que isso é um continuo trabalho. Assim ao atingirmos uma meta, um objetivo, imediatamente surge outro a trabalhar. A vida fica adorável! Doce. Muito agradável. Envolvida em paz plena. Aprendemos a nos amar.

(...)

7 - Por que, como seres humanos, nos tornamos tão vulneráveis às sugestões infelizes e às influências que nos cercam, inclusive espirituais?
Diria que principalmente espirituais. É uma lei natural. Vide a questão 459 do Livro dos Espíritos. Quão vulnerável sou, eu quem determino. É pura escolha, opção, livre arbítrio. Não podemos nos acomodar na vulnerabilidade. Sugestões iluminadas, do mais puro e profundo amor também existem e são intensas. Só precisamos mudar nossas “antenas”e absorve-las.

8 - Qual o grande segredo desse equilíbrio que tanto buscamos?
Exercícios. Treinos. Vigilância.Mudança de rotas. Escolhermos melhor, tal como um produto que compramos. Buscarmos qualidade. Planejamento estratégico de nossas vidas, semelhante a uma empresa. Como queremos chegar no fim do ano? Onde devemos aprimorar? Principalmente,repetindo, não mintamos para nós mesmos! (...)”


Realmente é o grande desafio da existência, para saltarmos das imperfeições gritantes que ainda trazemos para um estágio de mais equilíbrio e serenidade.